Aluna participará do Parlamento Jovem Paulista

A aluna do Colégio Brasilis, Maria Eduarda Ascenção Scotton, foi selecionada para participar do Parlamento Jovem Paulista, promovido pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Ela tem 12 anos de idade e será a única estudante de Mogi das Cruzes entre os 94 parlamentares jovens classificados para a edição de 2014. O evento será realizado na sede do Poder Legislativo estadual, na Capital, nos dias 6 e 7 de novembro.

Durante a sessão do Parlamento Jovem, a aluna Maria Eduarda Scotton apresentará um projeto de lei na área de Cultura. A proposta prevê a realização de parcerias com editoras e empresas de comunicação para criação de espaços de leitura em locais de grande concentração pública, como praças e estações de trem e metrô. “A intenção é proporcionar o desenvolvimento da cultura aos cidadãos paulistas, em diversos ambientes”, explica a aluna que cursa o sétimo ano do Ensino Fundamental.

As atividades do Parlamento Jovem começam no dia 6 de novembro, com o credenciamento dos alunos no hotel onde ficarão hospedados. No período da tarde, eles vão conhecer a Assembleia Legislativa e conversar com deputados. No dia seguinte, entre as 10h e as 18 horas, será realizada a sessão do Parlamento Jovem, quando os alunos farão a eleição da mesa diretora e também a votação dos projetos propostos.

Maria Eduarda Scotton destaca que essa será uma experiência única de aprendizado e vivência. “Eu já fui eleita vereadora mirim na Câmara de Mogi das Cruzes há alguns anos e agora acho que a experiência no Parlamento Jovem Paulista será ainda mais interessante. Esse é um projeto bem maior e vou conhecer pessoas de várias cidades do Estado”, comenta a aluna.

A diretora do Colégio Brasilis, Heloisa Melo, destaca a importância da participação no projeto. “O Colégio Brasilis sempre incentiva os alunos a elaborar projetos e concorrer no Parlamento Jovem, seja no Estado ou no município. Essa é uma oportunidade importante para que eles conheçam o funcionamento do Poder Legislativo e entendam que o exercício da cidadania é um direito de todos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.